Metax Campinas

Rodovia SP 73 - km 10,5

Bairro 3 Vendas - Campinas/SP

CEP: 13053-400

Tel: (19) 3729.6000

  • Metax - Campinas
  • Metax - São Paulo
  • Metax - Ribeirão Preto
  • Metax - Rio de Janeiro

Clique aqui para fechar

Entre em Contato

Metax São Paulo

Estrada da Alpina, nº 30

Parque Industrial Anhanguera - Osasco/SP

CEP: 06276-180

Tel: (11) 3658.6000

  • Metax - Campinas
  • Metax - São Paulo
  • Metax - Ribeirão Preto
  • Metax - Rio de Janeiro
Clique aqui para fechar

Metax Ribeirão Preto

R. Macedo Bittencourt, 445

Vila Virgínia - Ribeirão Preto/SP

CEP: 14030-130

Tel: (16) 3913.6000

  • Metax - Campinas
  • Metax - São Paulo
  • Metax - Ribeirão Preto
  • Metax - Rio de Janeiro
Clique aqui para fechar

Metax Rio de Janeiro

Rodovia Washington Luis, nº 18276 A

Vila Santa Cruz - Duque de Caxias/RJ

CEP: 25265-008

Tel: (21) 2776.6000

  • Metax - Campinas
  • Metax - São Paulo
  • Metax - Ribeirão Preto
  • Metax - Rio de Janeiro
Clique aqui para fechar
  • Português BR
  • Espanhol
  • Inglês

Como o cálculo do custo de construção por m² pode afetar sua obra

header_metax_31out

 

Uma das etapas mais importantes de um projeto de edificação é o orçamento da obra. A avaliação do custo de construção pode evitar atrasos e adaptações imprevistas. Consequentemente, a qualidade e a produtividade do empreendimento estão ligadas a este cálculo.

Sem um orçamento bem detalhado, as chances de ocorrerem mudanças na execução são grandes, já que a qualidade dos materiais e insumos influencia o preço. Isso pode resultar em retrabalhos e no não cumprimento de prazos.

Calcular os custos de construção também é imprescindível para manter um bom relacionamento com o cliente, já que isso afeta seus maiores interesses: economia, prazos e qualidade da obra.

Como é feito o cálculo do custo de construção?

Depois de prontos os projetos arquitetônicos, estruturais, de fundações e de instalações, o profissional responsável deve calcular o custo de construção analisando os gastos com mão de obra, quantidade e a qualidade do material. Para isso, é preciso conhecer as necessidades do cliente e suas exigências. Logicamente, um imóvel de alto padrão terá um custo por metro quadrado superior a um de baixo padrão.

Um orçamento bem calculado contribui para a redução de despesas, já que é capaz de trazer soluções econômicas ao projeto. Um ótimo parâmetro para acompanhar a variação de preços é o Índice Nacional de Custos de Construção (INCC), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Este indicador também pode ajudar a criar uma projeção de gastos em sua localidade.

Por exemplo, o INCC subiu 0,12% em março de 2018. No mês de fevereiro, o índice havia subido 0,32%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,27%, contra 0,71% no mês anterior. O índice que representa o custo da mão de obra não variou entre fevereiro e março.

Tabela - Índice Geral de Preços e Componentes - Variação Percentual - Março de 2018

É importante lembrar que o custo de construção varia de acordo com a região (o Sudeste tem o custo por metro quadrado mais caro do país, por exemplo). Portanto, o cálculo deve levar essa informação em consideração.

As mudanças ao longo do tempo

Quando se trata de cálculo de custo de construção, é fundamental verificar, em primeiro lugar, se o custo indireto está incluso, já que o custo direto não abarca Benefícios e Despesas Indiretas (BDI).

É importante notar, também, que alguns gastos, como aqueles com alimentação e equipamentos de proteção individual (EPIs), agora são considerados diretos.

Por fim, podemos apontar como mudança no cálculo de custo de construção o avanço da tecnologia, que surge com soluções econômicas e a possibilidade de cortar gastos. Além de equipamentos, já existem recursos tecnológicos que auxiliam na gestão da obra.

Aquecimento do mercado

Quando o setor de construção cresce, a lei da oferta e da demanda é nitidamente percebida. A escassez de mão de obra faz com que ela encareça, além dos preços de materiais, que sofrem reajustes.

Em 2010, houve um aumento brusco na variação do INCC. De 3,25% em 2009, passou a 7,77% no acumulado do ano seguinte. Essa taxa se manteve próxima à faixa dos 7% ao ano até 2017, quando baixou para 4,25%. Isso não significa que o custo tenha caído – pelo contrário, aumentou, mas desaceleradamente.

Através deste cálculo, podemos perceber a importância de cumprir prazos, já que quanto mais tempo a obra leva para ser finalizada, mais alto fica o custo por metro quadrado, considerando a taxa de INCC.

O custo por metro quadrado em tempos de crise

Teoricamente, o esperado seria que o custo diminuísse, a oferta passasse a ser maior que a procura, a inflação tendesse a cair, entre outros fatores. Porém, não é isso o que acontece. Os preços de materiais e mão de obra não baixam e imprevistos costumam ocorrer mais frequentemente em épocas de crise, como a inadimplência por parte dos compradores, por exemplo.

O contrário, contudo, também é verdadeiro, já que o setor de construção pode ser encarado como um “termômetro” da situação econômica do país.

Como o cálculo de custos de construção por metro quadrado afeta a economia nacional

Com o aumento dos gastos que compõem o cálculo de custo de construção, o preço final do imóvel, obviamente, se eleva. O poder aquisitivo da população costuma não acompanhar essa variação, o que dificulta a compra da casa própria, por exemplo. Ou, pior ainda, muitos passam a comprometer mais de 30% de seu orçamento mensal para o pagamento de aluguel ou prestação de imóveis.

Essa má gestão financeira gera muitos endividados, e toda a economia do país perde com isso. As empresas passam a demitir mais, o desemprego aumenta e a situação piora gradativamente.

Qual é o custo de construção por metro quadrado atualmente?

Em fevereiro de 2018, o INCC calculado foi de R$ 721,41, segundo a FGV. No mesmo mês de 2010, o valor era de R$ 425,27. Um aumento de 69% em oito anos.

Apesar disso, lembramos que esse custo varia de obra para obra e não deve ser generalizado. Reitera-se que a região da construção deve ser considerada, bem como o padrão da edificação.

Conclusão

O cálculo do custo de construção por metro quadrado depende de gastos com mão de obra, equipamentos e materiais, afetando diretamente as obras. Conforme o INCC, podemos perceber que esse custo varia mensalmente, o que impede o construtor de apenas basear-se em uma obra semelhante feita em anos anteriores.

É preciso saber, portanto, que o custo calculado hoje pode sofrer alteração no decorrer da obra. Épocas de crise econômica afetam o mercado imobiliário e o contrário também é verdadeiro, já que o setor tem grande importância no cenário financeiro do Brasil.

Dentre tantos riscos, sabemos que a tecnologia vem se tornando aliada do gestor de obras para a redução de custos. Com dicas como estas, você poderá melhorar os resultados em suas construções.

Via Mobuss